Resenhas de livros

Organização e produtividade

Saúde e bem-estar

Carlos Almeida – Tempo de chuva

crônicas saraiva

Prêmio Saraiva de literatura juvenil de 2014:
As crônicas de Fiorella • Tempo de chuva • Minha vida é um blog aberto


Tempo de chuva

Autoria:
Carlos Almeida

Editora:
Saraiva

Ano de lançamento:
2015

Páginas (nº):
72
Carlos Almeida, finalista do 1º Prêmio Saraiva na categoria Literatura Juvenil com este título, parte de sua experiência pessoal e profissional para criar textos breves e reflexivos. Ao misturar memórias, cenas cotidianas e acontecimentos fictícios, as crônicas reunidas neste volume nos apresentam um universo rico em personagens cativantes e passagens memoráveis. Os textos, que se inclinam ora para o humor ora para o drama, são redigidos sempre de forma elegante e realista, mas sem perder o ímpeto dos causos, conquistando o leitor à primeira vista.

Eu adoro ler livros de crônicas, principalmente para intercalar uma e outra leitura mais densa e dar aquela relaxada. Esses tipos de livros costumam ser divertidos, leves e rápidos de ler, o que me agrada bastante. E, com Tempos de Chuva não foi nada diferente disso.

Carlos Almeida, autor dessa obra, é mestre em engenharia civil e sempre escreveu por hobbie sobre situações cotidianas, sendo elas fictícias ou não. Foi somente quando resolveu juntar 35 crônicas e enviá-las a projetos literários que começou a receber diversos prêmios. Ficou em primeiro lugar em diversas premiações, e foi um dos selecionados pela Saraiva em 2014 para publicar um livro pelo selo de literatura juvenil. Portanto, Tempos de chuva já nasceu premiado. Como esperar pouco dele?

E a melhor notícia é: ele realmente impressiona! Mesclando as mais diversas situações – desde os antigos tempos de chuva de criança, que dá título ao livro, até casos reais e imaginados do dia a dia – esse livro é aquele que você procura quando precisa de uma leitura divertida para distrair, e não menos importante, fazer pensar.

Carlos Almeida trabalha muito com a diversão em forma de aprendizagem, colocando em seus textos algumas práticas que vemos no dia a dia – como o funcionário público preguiçoso ou uma família totalmente desestruturada, por exemplo. O mais interessante nessas crônicas é que são retratados fatos que podem ocorrer para qualquer um de nós – algumas bem absurdas! – e conseguimos nos enxergar nelas. Carlos não escreve como forma de julgar essas pessoas; é somente diversão, é fato, é o que está presente nos nossos dias.

A escrita é fácil, muito fluente, e as crônicas são ótimas de ler. Quando você percebe, já devorou as 70 páginas e nem se deu conta! Você termina uma crônica, pensa um pouquinho, ri ou se identifica e já pula para a próxima. Assim, rapidinho! 🙂

Em suma, mais do que uma leitura para distrair, Tempos de chuva me surpreendeu positivamente e eu pude refletir, sentir nostalgia e, acima de tudo, me divertir com vários casos da vida real.

Comente este post!

  • Juliana

    Que legal e nossa um livro que já nasce com premiações! Com certeza deve ser incrível! Só li livro de crônicas da Clarice Lispector e me despertou curiosidade ler esse.

    Beijos!

    responder
  • Grazy Bernardino

    Adorei Gabi! Gosto muito de livros de crônicas e me interessei muito. Adoro dias de chuva e esse parece ser um livro muito especial!!
    Beijos [love]

    responder
  • Dai Castro

    Faz tempo que não leio livros de crônicas. Histórias que retratam o cotidiano, mas que de alguma forma nos faz refletir, costuma me agradar bastante! Adorei essa indicação 🙂

    responder
  • Carlos Almeida

    Gabi, fiquei muito feliz com sua resenha e seu interesse pelo meu livro “Tempo de Chuva”. É ótimo poder compartilhar minhas histórias com uma leitora tão especial. Já compartilhei e divulguei no meu facebook. Gostei muito de você ter gostado. Abraços, Carlos.

    responder
    • Gabi Orlandin

      Carlos, é uma honra ter um comentário seu aqui no meu blog. Muito obrigada por divulgar o blog também!
      Abraços e continue escrevendo!

      responder